FLACIDEZ

No início da vida adulta, homens e mulheres necessitam começar a se exercitar e cuidar melhor da sua alimentação, pois o organismo começa a trabalhar de uma forma diferente, mais lenta, em comparação ao seu funcionamento durante a infância e adolescência. A produção natural de colágeno, por exemplo, vai diminuindo ao longo dos anos, comprometendo a renovação celular e a tonificação dos músculos da pele, resultando na flacidez corporal. Como é o colágeno, que, digamos, sustenta a pele, o corpo vai ficando cada vez mais mole, sendo que os exercícios físicos e a reeducação alimentar são os antídotos para isso.

A flacidez surge quando a pele perde sua elasticidade. As fibras colágenas e elásticas têm sua produção diminuída e começa a ocorrer um processo de desestruturação das mesmas.

Aparece em partes bem visadas do corpo, como coxas, barriga, bumbum, braços e rosto, e é um dos fantasmas que atormentam a maioria das mulheres. Os tratamentos estéticos para flacidez devem ser abrangentes, e para alcançar bons resultados. Existem dois tipos de flacidez, a muscular e a dérmica.

Flacidez Muscular: Ocasionada pela combinação dos maus hábitos alimentares e do sedentarismo, a flacidez muscular se refere à redução dos índices de massa magra no corpo de uma determinada pessoa. Pelo fato da massa magra se referir aos músculos desta pessoa, quando há perda ou ganho de peso de forma muito rápida, a pele estica para se adaptar ao novo formato do corpo, tornando-se mole, sendo esta a principal característica da flacidez muscular. Para emagrecer e perder gordura localizada com saúde, é necessário fazer uma reeducação alimentar ao invés de uma dieta mirabolante ou passar fome, pois o seu organismo necessita vários tipos de nutrientes diariamente. Em conjunto, os exercícios físicos são responsáveis por tonificar os músculos e aumentar os índices de massa magra no corpo, sendo que a alimentação ficará responsável pela perda de gordura localizada. Quem engorda muito rápido por causa de maus hábitos alimentares e de sedentarismo também sofre com a flacidez muscular, pois neste caso, a pele também é esticada para se adaptar ao novo peso e aos novos índices de gordura localizada.

Flacidez Dérmica: Ocasionada por fatores ambientais, biológicos, hormonais ou genéticos, a flacidez dérmica é mais superficial do que a flacidez muscular. Este tipo de flacidez está relacionado à poluição do ar, ao envelhecimento, aos descontroles hormonais e também às heranças genéticas. É o caso de uma pessoa, que tende a sofrer com o envelhecimento precoce em decorrência dos fatores genéticos. Além das linhas de expressão e das rugas, também surge a flacidez dérmica, que se refere à perda da elasticidade natural da pele, fazendo com que os músculos percam a sua tonificação, ocorre uma desorganização das fibras, então a pele fica mais mole e marcada. Neste processo de envelhecimento, sendo que a flacidez dérmica independe do comportamento de cada um, é necessário realizar exercícios físicos e reeducação alimentar para fortalecer os músculos e manter o peso, bem como proteger a pele contra as ações dos radicais livres através de protetor solar e cremes e tratamento corporal e facial, de modo que a flacidez dérmica seja adiada ao máximo possível.

O que causa a Flacidez

Dentre as principais causas da flacidez está o envelhecimento da pele. Com o passar do tempo, começamos a produzir menos colágeno e elastina, proteínas que dão vigor e rigidez ao tecido cutâneo. Mas esse não é o único motivo que impulsiona a queda da pele a favor da gravidade, o cigarro e as bebidas alcoólicas também são responsáveis pela perda de elasticidade da pele. Já no caso de alterações hormonais, decorrentes de processos como obesidade e gravidez, o aparecimento de estruturas flácidas se dá principalmente em razão das mudanças de peso muito bruscas. Além deste fator, a genética influencia consideravelmente no aparecimento da flacidez. Mas ainda há outros fatores que também contribuem para o desgaste das fibras como: a falta de ginástica (favorece a flacidez dos músculos), a exposição em excesso ao sol (destrói as fibras elásticas) e a alimentação inadequada (pobre em proteínas e rica em gorduras).

Tratamentos para Flacidez

Carboxiterapia

Radiofrequência Fracionada

Corrente Aussie

HECCUS

Mesoterapia

Como prevenir a Flacidez

Para prevenir a flacidez, a sugestão é aumentar a ingestão de água para manter a pele hidratada e consumir alimentos ricos em proteínas, pois eles são fundamentais na manutenção dos músculos, que vão ajudar a preencher a pele flácida.

Também é indicado praticar exercícios físicos regularmente e aplicar cremes específicos para flacidez à base de silício ou colágeno diariamente nos locais com maior incidência, pois garantem bons resultados.

Endereço

Rua Santa Rita, 411 - Centro - Garopaba/SC

Informações e Agendamento (48) 3254-6760 

Email:clinicayoungbody@gmail.com  

Redes Sociais:   32x32 instagram  facebook

Receba Novidades